• Paulo Donke

É uma boa ideia ter um segundo dogo?

Tenho observado muitos tutores optando por ter um segundo cão em casa, seja por estar satisfeito com a experiência e querer intensifica-la ou seja por querer oferecer companhia para o primeiro dogo, ou então para ajuda-lo a resolver algum problema comportamental. Mas é mesmo uma boa ideia? O que devemos considerar antes de tomar essa decisão? Existem riscos nesta escolha?





Antes de mais nada é preciso entender o motivo que estamos tomando essa decisão. Se for algo pessoal, você provavelmente já colocou na balança os pontos mais importantes pra tomar a decisão, principalmente a questão financeira e o tempo que você tem disponível para um novo integrante da família, pois ele vai precisar. É muito comum ouvir ditados como "onde come um come dois" ou "quem cuida de um cuida de dois", mas a verdade é que na prática não é bem assim. Cães são animais com características e necessidades individuais, os cães tem perfis diferentes, a necessidade de um cão pode ser muito diferente da necessidade de outro e isso na prática pode ser um desastre. Mesmo que seja uma decisão pessoal, considerem muito o perfil do seu cão antes de ter o próximo.


O seu dogo gosta de outros cães?

Se ele não está habituado e não sabe muito bem interagir com confiança, um novo dogo pode sim ajudar, porém também pode deixar a situação pior, será uma questão de sorte, por isso recomendo que antes de você trazer um novo cão para dentro de casa nessa situação, ofereça mais oportunidades para o seu cão interagir com outros cães. Passeios regulares ou day care para cachorro pode ser uma boa solução.

Agende uma avaliação grátis na Vila Dogo


Busque perfis compatíveis

Muitas vezes o cão passa a vida toda na mesma rotina, e de repente a rotina é transformada completamente com a chegada de um novo integrante. Se o dogo atual for um cão mais idoso ou que já vive a muitos anos na mesma rotina, essa chegada pode se transformar em um desconforto gigante se você não ter a certeza que ele ama muito estar com outros cães.

Filhotes estão muito mais abertos a mudanças de rotina e se adequam a situações do dia a dia com mais facilidade, se você pensa em ter o segundo cão enquanto seu dogo ainda é filhote, a chance da compatibilidade entre eles é muito maior.

Não deixe de considerar o perfil também, se o seu cão é mais ativo ou mais tranquilo, busque um segundo com características semelhantes.


Eles irão se tornar auto-suficientes?

Se você for certeiro na escolha do outro dogo, as chances para que um seja uma boa distração e companhia para o outro é maior. Mas ainda assim você vai precisar identificar necessidades individuais para inserir ações na rotina, vai precisar gerenciar a relação entre eles.

Talvez o maior desafio para tutores com mais de um cão são os passeios.

Se por acaso você busca um segundo cão com a ideia de não poder dar mais atenção para o seu dogo e um novo integrante vai fazer isso por você, essa é a hora de mudar de ideia. Isso não vai acontecer, mesmo que eles se deem muito bem, o contato com humanos será importante para os dois, e ambos terão essa necessidade da sua atenção e carinho.


Pense no ambiente

Você tem espaço suficiente para ter dois cães? Se o espaço é pequeno você tem disponibilidade para oferecer uma rotina mais extensa com passeios ou levá-los para um day care?

O seu plano de vida está estável? Você pensa em mudar de casa em breve?


Antes de mais nada foque em quem já está com você

Seu dogo tem alguma questão de saúde que precisa de atenção? Ele apresenta comportamentos indesejáveis que precisam ser melhorados? Faça o necessário para resolver essas questões antes de pensar em um novo amigo. É possível que o seu cão receba uma boa influência para ajudar a eliminar maus comportamentos, mas também existe a chance do mau comportamento ser um aprendizado para um novo cão e não precisamos contar com a sorte.


Procure ajuda de um profissional para planejar a chegada.

Você está prestes a tomar uma decisão onde o mais natural é que ela permaneça um bom tempo na sua vida. Também é importante informar que os primeiros contatos e o planejamento da rotina são os pontos mais importantes desse processo. Investir em um auxilio profissional no inicio pode trazer uma segurança logo de cara que com certeza ajudará a fazer a diferença.

Uma das maiores dificuldades que tutores de cães me relatam quando tem mais de um dogo em casa, é a dificuldade no passeio. E recomendo que você aproveite ajuda profissional para treinar os seus dogos desde cedo para essa situação.


Já pensou em pedir uma opinião pra ele?

Uma boa ideia é você se candidatar para ser lar temporário para cães recém resgatados e nessa experiência você vai ter mais facilidade pra identificar um perfil que dê match com o seu cão e assim colocá-lo como integrante no processo de escolha.


Você sabia que a Vila Dogo oferece planos exclusivos para famílias com mais de um cão?

Agende uma avaliação grátis na Vila Dogo

25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo