• Paulo Donke

Formando o Monitor Ideal

Como complemento do Seminário Em Busca do Day Care Ideal, que aconteceu no mês de maio, nos dias 13 e 14 de agosto, participamos do novo seminário apresentado pelo Renato Zanetti. Dessa vez com o foco em desenvolver uma equipe mais preparada e motivada para lidar com os nossos cães e com os novos conceitos do mercado.

Dentro do evento, passamos metade de um dos dias com Leonardo Ogata, referência em comportamento canino e fundador da empresa de Adestramentos Tudo de Cão. Com um conteúdo mais técnico entendemos como o cão aprende e a importância de reforçarmos positivamente os comportamentos que desejamos que os cães aprendam e a antecipar ou ignorar os comportamentos que não desejamos que ocorram. Uma abordagem muito legal sobre o condicionamento operante.


Embora tenha um nome que pareça difícil, é o principal método que nos baseamos para que o cão aprenda.


Skinner, um dos psicólogos mais influentes de todos os tempos, descobriu o condicionamento operante (quê?). Ele criou a “caixa de Skinner”, onde era colocado um rato privado de alimento. Naturalmente, o rato emitia vários comportamentos aleatoriamente e quando ele se aproximava de uma barrinha perto da parede, Skinner introduzia uma gota d’água na caixa através de um mecanismo e o rato a bebia. As próximas gotas eram apresentadas quando o rato se aproximava um pouco mais da barra. As outras quando o rato encostava o nariz na barra. Depois as patas. E assim em diante até que o rato estava pressionando a barra dezenas de vezes até saciar completamente sua sede. Foi observado que os comportamentos do rato que eram seguidos de um estímulo reforçador (a água) aumentavam de frequência, enquanto outros diminuíam. Igual a seleção natural onde as espécies mais adaptadas sobrevivem e as menos vão se tornando mais raras ou eventualmente desaparecem. Com este princípio Skinner passou a modelar diferentes padrões comportamentais em diferentes espécies.

Graças a esta descoberta, hoje (depois de estudos muitíssimos mais avançados) somos capazes de explicar (e modificar) uma vasta gama de padrões comportamentais de amebas, golfinhos, ratos, pombos, cachorros, humanos, e até já existem estudos com estes resultados em células neuronais. A psicologia comportamental é a que traz resultados mais rápidos na clínica e a cada dia é usada em novos ambientes (escolas, hospitais, organizações, etc).



0 visualização

Vila Dogo 2014 - 2019© todos os direitos reservados. 

Somos associados

Somos certificados

  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon